300 vezes João Marcos, por Ranieri Mena Barreto

novembro 17, 2014 | COLUNAS, RANIERI BARRETO

Foto: Garibaldi Soares.

Completar 300 jogos por um único clube não é fácil no futebol brasileiro, onde o imediatismo por resultados impera. Mas completar 300 jogos em alto nível nas mais diversas posições e situações, aí amigo, é só para o João Marcos. Pouco vi dos 100 anos do Ceará e poucos jogadores eu paro para chamar de ídolo: Sérgio Alves é um, o eterno carrasco. Diria sem pestanejar que o João Marcos é outro. Pessoalmente falando, claro.

João Marcos tem tudo que um ídolo precisa ter: fidelidade ao clube, identificação com o clube, muito tempo de Ceará, títulos e feitos. João é tetra-campeão cearense. Titular em toda a sequência. Conseguiu o acesso à Série A em 2009 e foi até lateral direito em 2010 e 2011. Seis temporadas desde 2009. Todas em alto nível e variando dentro do meio de posição: o volante que fazia a saída de jogo em 2009 virou o marcador de 2012 em diante.

Um jogador raro de encontrar hoje em dia: de família, quieto, que não quer aparecer mais do que o futebol que tem e com ótima qualidade. Raríssimo.Obrigado por tudo João. Se tivéssemos todo anos mais cinco iguais a você, o Ceará já estaria bem longe.

300 vezes técnica, comprometimento, raça e vontade. 300 vezes João Marcos.

Bora Vozão! Valeu João de Ferro!
Ranieri Mena Barreto

Em prol do grande Ceará

Tags: