Colunas: Raio X da fase sem vitórias do Vozão. Como sair dela?

setembro 2, 2016 | ANDRADE NETO, COLUNAS

Antes de começar a minha coluna procurei traçar um raio-x do porque da queda de rendimento do alvinegro. O site foi a fundo, e procurou ver, através das escalações realizadas pelo treinador Sérgio Soares o que coincidiu para que o alvinegro viva esse momento de instabilidade atual. Algumas das coincidências citamos a seguir, primeiro vejamos as escalações do Alvinegro nas partidas:

Paraná x Ceará

CEARÁ: Éverson; Tiago Cametá, Ewerton Páscoa (Sandro), Valdo e Thallyson; Diego Felipe, Richardson, Wescley (Baraka) e Felipe; William Henrique e Rafael Costa (Serginho)
Técnico: Sérgio Soares

Ceará x Vasco

CEARÁ: Éverson; Eduardo, Charles (Lucas Gomes), Valdo e Thallyson; Diego Felipe, Richadson, Wescley e Felipe; William Henrique (Serginho) e Rafael Costa (Tiago Cametá)
Técnico: Sérgio Soares

Paysandu x Ceará

Éverson; Eduardo (Tiago Cametá), Valdo, Charles e Thallyson; Baraka, Diego Felipe, Felipe (Rafael Costa) e Wescley; William Henrique (Ciel) e Bill

Ceará x CRB

CEARÁ: Éverson; Tiago Cametá, Valdo, Charles e Eduardo; Richardson, Diego Felipe (Robinho), Wescley e Serginho (Rafael Costa); Bill e Ciel (William Henrique)
Técnico: Sérgio Soares

Atlético-GO x Ceará

CEARÁ: Éverson; Tiago Cametá, Valdo, Charles e Eduardo; Richardson, Diego Felipe (Ricardinho), Wescley e Felipe (Serginho); Bill e William Henrique (Tomas Bastos).

Coincidências:

- Diego Felipe e William Henrique, que não vinham sendo escalados anteriormente foram titalares em todas as partidas, com exceção do jogo contra o CRB, em que Ciel se contundiu com 10 minutos, mas William Henrique entrou em seu posto.

- O esquema 4-1-3-2 foi utilizado em todas as formações, em detrimento do 4-4-2.

- A dupla de volantes Richardson e Diego Felipe foram titulares em 4 dos 5 jogos disputados, com exceção da partida contra o Paysandu, quando Richardson não atuou por força do terceiro cartão.

Coincidência ou não a manutenção de William Henrique e Diego Felipe na titularidade parece está sendo um problema sério para o alvinegro. O problema maior que já são 5 partidas que o problema acontece e temos a manutenção do mesmo. Será que Sérgio Soares está enxergando isso? Esperamos que sim, pois errar é humano, já permanecer no erro… Esperamos que a mudança aconteça logo, e que principalmente o time retorne às vitórias.

Ter uma filosofia ofensiva é uma coisa bater de frente com a realidade, e manter jogadores que não vem rendendo em campo beira à “galetagem”, esperamos providências o quanto antes, para que não seja tarde demais, e que se essa não vier por parte do treinador, que venha por parte da diretoria.

 

Andrade Neto

Tags: