Tri com gostinho de penta, por: Carlos Henrique

maio 21, 2013 | COLUNAS

Ceará é tri e se prepara para o brasileirão. Foto:cearasc

Agora realmente o ano começou. O primeiro objetivo do ano foi cumprido com sucesso, o tricampeonato cearense foi conquistado num Castelão com cinquenta mil corações apaixonados vibrando, apoiando, jogando junto. Agora vem mais um desafio o tão sonhado acesso para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

No dia 26 de Dezembro do ano passado foi dado o pontapé inicial na temporada de 2013. Naquela tarde, alguns  jogadores que atuariam pelo alvinegro, juntamente com o técnico pentacampeão do mundo Ricardinho se apresentaram em Carlos de Alencar Pinto, fazendo um trabalho de fortalecimento dando voltas ao gramado diante dos torcedores, que lotaram as arquibancadas do vovozão fazendo muita festa.

A primeira competição do ano, o primeiro desafio: A Copa do Nordeste. O vovô não conseguiu chegar a decisão e foi eliminado nas semifinais pelo Asa de Arapiraca. A convocação do torcedor para aquela partida decisiva surtiu um grande efeito, pois mais de 52 mil pagantes lotaram a Arena Castelão, empurraram o alvinegro, mas o resultado não foi favorável para o Ceará.

Inicia o campeonato cearense e, com ele a demissão de Ricardinho, nas vésperas do primeiro clássico rei do ano. Para enfrentar o Fortaleza, mais uma vez Dimas é convocado e, sem sombra de dúvidas, o resultado favorece à equipe de Porangabuçu que segue embalada na competição.

Logo em seguida foi anunciado o substituto de Ricardinho. Para a surpresa de toda nação chegava Leandro Campos, treinador do time que eliminou o vozão diante do maior público já recebido na nova Arena Castelão.Com a chegada do novo técnico, o torcedor passou a ter uma esperança maior no clube, entretanto a campanha adotada por Leandro Campos no início do estadual não tinha nada de surpreendente, apenas correta.

Devagarinho, o técnico gaúcho conseguiu levar o Ceará as semifinais do cearense, onde, depois de muitos anos não enfrentava seu maior rival. A partida foi realizada e o alvinegro de Porangabuçu marcou 3 vezes em cada encontro, estaria a um passo do tricampeonato, porém a barra era dura: O Guarasol, time a qual o vovô não venceu, de maneira alguma, na temporada.

Com todo esse tabu, o Ceará foi campeão cearense sem conseguir vencer o Guarany de Sobral na temproada. Agora, a pedreira é grande. A série B está batendo ás portas e a diretoria deve apresentar novas contratações até o início do Brasileirão para dar mais força à esse elenco.

 

Torcemos juntos,

Saudações alvinegras,

Carlos Henrique(@11kayque)

Equipe Vozão.com

Em prol do Grande Ceará.

Tags: , , ,