Decisões erradas acarretam consequências à altura – Por: Carlos Henrique

junho 5, 2013 | COLUNAS

Leandro Campos foi anunciado oficialmente, hoje, como ex-técnico do Ceará. Foto:Cearasc

Decisão errada ou fatalidade? Disso não sei, porém o que tá repercutindo é a má atuação do Ceará diante do Oeste na noite de ontem, 4. Embora o ex-técnico Leandro Campos, tenha afirmado em entrevista coletiva que o motivo da substituição de Mota e Ricardinho tenha sido desgaste físico, a entrada de Potiguar( zagueiro), no lugar de um atacante é, no mínimo desconfiável no que se diz respeito à time extremamente defensivo.

Falta de opção não foi, pois se Mota estaria desgastado fisicamente tinha Pingo para substituí-lo e, assim, não perder a velocidade do jogo e também não dar chances ao Oeste de puxar contra ataque e converter, o que aconteceu duas vezes na partida de ontem.

Elenco não rendendo

Após fazer o primeiro gol, a equipe do Ceará relaxou, ou melhor, se retrancou . Ainda no primeiro tempo, a equipe paulista igualou o placar, após cobrança de escanteio. Voltando para  o segundo tempo veio as duas substituições que deram o que falar: Mota – POTIGUAR e RICARDINHO – Luiz Henrique. Foi ai que ficou claro que o objetivo de Leandro Campos era se defender até a morte e, se surgisse uma oportunidade, marcar o gol.

Foi ai, que a bela troca feita acarretou uma consequência do naipe da ação. Potiguar, não sei como, dá a bola, de bandeja nos pés do jogador do Oeste que avança, faz cruzamento baixo e, no meio do “empurra – empurra” dentro da área, Anderson Marques desvia e o gol tá feito. 2×1 pro Oeste.

Mota e Magno Alves não renderam o que tinham de render. O ídolo da camisa 9 estava muito “afobado”, não conseguia permanecer muito tempo com a bola nos pés. Não marcou, como é de praxe e ainda desfalcou o vovô na próxima partida, diante do Boa Esporte. Já o magnata, teve seu brilho ofuscado durante a partida. Um dos poucos momentos de Magno Alves na partida foi quando marcou, de pênalti, o primeiro e único gol do vozão.

Não deu pra entender muito bem o motivo pelo qual Leandro achou que era a hora de “segurar” o resultado. O empate traria apenas um ponto. Era bom? era, mas aos 17 minutos do segundo tempo, era um prato cheio para o time da casa vir pra cima e buscar a virada. A saída de Leandro do comando técnico do Ceará foi anunciada pelo site oficial na manhã desta Quarta feira, 5. O auxiliar técnico Dimas Filgueiras comandará o alvinegro nas próximas duas rodadas.

O que se espera é que, o novo treinador traga mais objetividade ao time de Porangabuçu e repita a campanha de 2009, que, depois de 16 anos, levou o Ceará de volta para a elite do futebol brasileiro.

 

Carlos Henrique(@11kayque)

Equipe Vozão.com

Em prol do Grande Ceará

 

Tags: , , , , , , , ,